O plano de negócios é a porta de entrada para quem quer empreender. Abrir uma empresa pede planejamento e muita organização para que o sucesso seja alcançado. Para que isso aconteça é preciso estar atento a todos os detalhes desde o inicio. Decida qual tipo de negócio vai criar e para quem vai oferecer os seus serviços e o mais importante: em quanto tempo pretende ter seu investimento de volta.

Qualquer pessoa que queia empreender deve se ater a um plano de negócios. Isso vai ajudar você a ter organização na hora de começar o seu negócio e vai tornar as coisas muito mais fáceis.

Mas a pergunta que não quer calar é: quanto vou investir?

O primeiro ponto a ser verificado é a respeito da abertura da empresa. Os gastos com documentação, abertura de CNPJ, pagamento de taxas, alvarás, licenças, honorários contábeis, entre outros. Se achar interessante, crie uma planilha detalhada.

Essas informações são a parte burocrática, documental, mas lembre-se que a abertura engloba outros pontos: máquinas, equipamentos, decoração, ponto comercial, logomarca, website, móveis, propaganda e material gráfico.

O plano de negócios deve ser feito com o máximo de cautela e tudo deve ser levado em consideração, sejam gastos pequenos ou grandes.

As despesas mensais devem ser calculadas também independentemente se são fixas ou variáveis. Os custos fixos são todos aqueles que são necessários para empresa funcionar sem problemas. São os seguintes: salários, comissões, aluguel, luz, internet, marketing, manutenção, materiais de limpeza e escritório, sistemas de segurança, seguro, etc.

Os custos variáveis podem ser qualquer coisa inesperada e por isso não é possível calcular com exatidão. Mas nem por isso deve ficar de fora. Faça uma estimativa de valor e coloque na sua planilha.

Após definir todas estas informações, calcule quantos meses serão necessários para que você inicie a sua obtenção de lucro e aí você saberá, finalmente, quanto deve investir.